Lagoa da Pampulha

 

Como um lugar tão importante ficou tão sujo? Cartão postal de Belo Horizonte, a Lagoa da Pampulha é ponto turístico e tem seu conjunto arquitetônico como Patrimônio Mundial da Unesco. Mas qual é a qualidade da sua água? É possível limpá-la? Fomos atrás das respostas!

A jornalista Maíra Lemos observa a Lagoa da Pampulha em BH

Para quem faz turismo em Belo Horizonte, a Lagoa da Pampulha é parada obrigatória! Ela é realmente lindíssima e convidativa. Seu Conjunto Arquitetônico, idealizado por Oscar Niemeyer e Juscelino Kubitschek, tem paisagismo de Burle Marx e painéis de Cândido Portinari e esculturas de Alfredo Ceschiatti. É Patrimônio Mundial da UNESCO e enche qualquer mineiro e brasileiro de orgulho!

Mas a Lagoa, que no passado abastecia parte de Belo Horizonte com água limpa, agora está muito suja. É proibido nadar e pescar no local, que vive com mau cheiro e excesso de lixo.

Como chegamos a este ponto?

Qual é a qualidade desta água? É possível limpar a Lagoa? Fomos conversar com um especialista para responder a estas perguntas.

E você confere abaixo: