Estrangeiros

 

Largar tudo e todos para viver no desconhecido. Por necessidade ou opção, para refugiados e imigrantes, o Brasil é a esperança.

edit.00_00_17_08.Still009.jpg

Eles largaram tudo: país, lar, família, amigos, raízes, cultura. E se lançaram no completo desconhecido: o Brasil.

Seja por opção, para tentar realizar sonhos, ou por necessidade, questão de sobrevivência, imigrantes e refugiados chegam ao Brasil num bravo ato de coragem. Sem falar a nossa língua e desconhecendo nossos costumes, eles passam muitas dificuldades. Muitos não sobrevivem. Alguns conseguem se adaptar com muita resiliência, estudo e trabalho. É o caso da Benediction, que veio da República do Congo, fugindo de uma guerra. Com o haitiano, John, foi diferente. O objetivo dele é realizar o sonho de se tornar um ator.

É admirável como eles olham para o nosso país com carinho, como sentem orgulho de fazer parte de nós. Eles aprendem sobre o nosso jeito de viver, se adaptam, com muito respeito à nossa gente e à nossa história. E o mais incrível é a valorização que eles dão para a nossa língua, o português. Com esforço e ajuda de brasileiros, eles evoluem e crescem aqui, com o objetivo de, um dia, retornarem aos seus países de origem para ajudar no desenvolvimento das nações. E com muito orgulho, divulgam a cultura do Brasil pelo mundo.