Respeito às diferenças

 

 

O Brasil é o país que mais mata transexuais no mundo. A expectativa de vida dos trans aqui é de apenas 35 anos. Precisamos conhecê-los, respeitá-los e incluí-los no mercado de trabalho.

trans2.png

Precisamos, urgentemente, incluir as pessoas transexuais. Incluí-las no nosso bom dia, no nosso ciclo de amizades, no mercado de trabalho, em tudo. No país que mais mata trans no mundo, a expectativa de vida daqueles que não se identificam com o corpo biológico, é absurda: 35 anos apenas. É urgente conhecer as diferenças e respeitá-las. Por isso, convidei Duda e Michelli para este bate- papo.