Aglomerado da Serra

 

Um passeio pelo Aglomerado da Serra, em Belo Horizonte, a maior comunidade de Minas Gerais.

Lá, as portas ficam abertas. A comida, a música e os cachorros são compartilhados pelos vizinhos.

ALTERAÇAO 1.00_10_18_25.Still031.jpg

Um beijo na bochecha pra celebrar uma nova amizade! A Etelvina é uma fofa! 82 anos de idade. Carinhosa e guerreira! Cata latinhas, vende pé-de-moleque e o que mais precisar, para se sustentar e cuidar do filho doente. No quintal de casa: salsinha, cebolinha, batata, couve, tomatinho... Mas o grande destaque da casa dela é o pé de chuchu. Um trem lindo, de tão gigante, que despenca do segundo andar, percorre a faixada da casa até o chão da rua. Ela exibe o verde orgulhosa.

Assim como na casa dela, as portas dos lares do Aglomerado da Serra, em Belo Horizonte, a maior comunidade de Minas Gerais, ficam abertas. Ali, os vizinhos são como família, afinal um mora bem pertinho do outro.

ALTERAÇAO 1.00_14_17_27.Still037.jpg

 

E quando alguém cozinha, a campainha toca. O cheiro da comida é um convite pra vizinhança "filar a boia"! E foi assim que entramos em um aniversário de uma garotinha. Eu senti o cheiro do bolo...

 

Quem nos guiou na caminhada foi a dona Irene, conhecida na região. Ela tem um bazar de roupas e trecos. Tudo custa 2 reais. Subimos os morros, entramos nos becos e fomos muito bem recebidos nos lares dos moradores, em um domingo agitado.

 

 

A cada esquina, uma música diferente. E muitos cachorros. Uns 5 pra cada rapaz! E no meio dos bichos rola a bola do futebol dos garotos. Coisa rara de ver em outros bairros da cidade. Crianças brincando nas ruas, livres, soltas.